O PODER DA DESCONSTRUÇÃO

O PODER DA DESCONSTRUÇÃO

Para avançar na vida e alcançar o novo, prepare-se para demolir as velhas estruturas.

Este artigo não é para qualquer um. É para quem percebeu que sua vida está travada e está insatisfeito com isso. Você já quer entrar no processo de transformação na sua vida? Quer mesmo identificar e remover o que está te travando? Se sua resposta foi sim, prepare-se para um processo pesado e doloroso.

 

Demolição

 

Um dos negócios em que eu atuo é no ramo imobiliário. Se você não sabe, há casas antigas em condomínios que algumas pessoas compram apenas pelo lote. Para construir a nova casa, é preciso demolir a casa velha que está lá. Há um gasto de tempo, energia e recursos para isso. Para demolir a velha construção e remover o entulho, há casos que se gasta quase o valor de construir uma casa nova. É um processo difícil, mas se o proprietário quer o novo, tem que pagar esse preço.

Outro ponto desse processo é que não há demolição sem barulho. Há demolições que são feitas com marreta, com máquinas, com explosivos. Tem que ser firme, pontual e abrupto para demolir. O processo poderá causar desconforto, mas é preciso fazer a desconstrução.

 

O Processo é Pesado

 

Por que o processo é doloroso? Porque envolve pessoas. No processo de demolição, tudo que não fizer parte da nova estrutura tem que sair. Além de doloroso, tem que gastar energia para fazer isso. Quem não fizer parte da nova construção, deverá cair e ser removido junto com o que for derrubado. O que não faz sentido na sua nova edificação?

Pare de gastar energia com quem não está na sua rota. As pessoas com quem você mais se relaciona devem estar ligadas ao seu propósito. Você não precisa carregar as pessoas e seus problemas nas costas. Enquanto você cuida dos problemas dos outros, deixa de cuidar da sua própria vida e seu do seu propósito. Identifique essas pessoas e coloque-as no projeto de demolição.

Sabe aquele amigo de infância, que te chama pelos mesmos apelidos do passado e reclama que você está diferente? Tem que ser removido. É possível que ele esteja preso na infância e quer você lá com ele. Não significa que você vai tratar mal aquela pessoa, ignorá-la ou cortar relações. Deixe que ela siga o próprio caminho enquanto você segue o seu. Vá cuidar da sua vida!

 

Uma nova casa

 

Você ainda é controlado por seus pais? Idolatra a mãe ou submete-se em tudo a seu pai? Não consegue contrariar seus pedidos e ordens? Seu cônjuge reclama dessa relação tóxica com alguém da sua família? Isso tem que ruir. Se seus pais continuam no controle da sua vida, não há como você acessar sua maturidade racional, mental e espiritual. Essa demolição é pesada!


Anote e grave esse código: filhos não prosperam! Sabe por que Jesus não acumulou riquezas na Terra? Porque não teve esposa e filhos. Ele veio na Terra para entregar sua vida como oferta para o homem. Jesus prosperou em seu propósito pois morreu como filho para que todo que crer em Deus também seja feito filho de Deus (João 1:12). Ele foi a semente que morreu e produziu novas sementes.

Enquanto você estiver preso aos seus pais, mesmo se for casado, não vai prosperar. E não estou desejando mal a você. Isso é um processo natural. Já viu frutos maduros permanecerem presos ao galho? É o fruto que escolhe quando vai amadurecer?

A prosperidade é natural, mas é preciso deixar de ser filho. Assuma sua posição de General! Seja líder da sua casa, aquele que luta até a morte por sua família, assim como seus pais cuidaram e treinaram você.

 

Quem controla sua construção?

 

General não controla outro General, respeita sua patente. Mas há pessoas inseguras que gostam de exercer domínio alienando a vida dos outros. Existem também aqueles que se deixam dominar.

Algum religioso ainda manda em você, te manipula e te coloca onde quer? Isso vai ter que acabar. Ele vai ter que perder esse comando. Se alguém toma conta da sua vida, sua estrutura sempre será menor do que deveria ser.

Se você pensa que seu líder religioso faz isso porque deve cuidar de você, saia dessa! Ele é uma autoridade relativa, dentro da igreja ou do grupo religioso ao qual você pertence. Quem deve ter o domínio sobre sua casa e sua vida é você. Se a energia e os recursos que você aplica na instituição que você chama de igreja são maiores que os aplicados na sua casa e família, tem algo errado.

Os únicos que permanecem como parte da sua edificação são seu cônjuge, que é um com você, e seus filhos pequenos. Você pode até pensar que seu marido ou esposa já não faz mais parte do seu propósito, mas isso não existe. Quando tirar o que não faz sentido na sua vida e gerar seus primeiros resultados, vai perceber a mudança de olhar do seu cônjuge para você.

 

E agora?

 

E aí, vai assumir de vez seu processo de transformação? Vai encarar a demolição? Quem entra nesse processo é criticado por outras pessoas. Vão dizer que você está diferente, ficou estranho. Elas vão falar de um jeito ou de outro. Quem tem uma visão limitada de mundo vai projetar em você as inseguranças e medos dela.
Se você fizer a desconstrução, vai ficar edificando o novo sobre as velhas estruturas. Seus resultados serão mais lentos porque fará apenas reparos, e não uma nova construção.

Respire fundo. Pegue a marreta, prepare as máquinas ou posicione as dinamites. Derrube as estruturas velhas. Vai ser doloroso, mas para viver o novo, caia para dentro da desconstrução.

Sacou General? Um abraço do Titi!

 

Quer saber mais códigos daquilo que é natural? Se liga nesse vídeo “Pra crescer, tem que morrer”:


 

Compre agora com desconto de até 30%

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Quer receber mais conteúdos?
Cadastre-se e receba antes de todo mundo!

Mais de 5 milhões de pessoas assistem os vídeos e acompanham os conteúdos de Pablo Marçal nas redes sociais todos os meses, ele se consolidou como uma autoridade na internet.

Pablo Marçal 2021 | Todos os direitos reservados

Preencha os campos abaixo para fazer sua inscrição